TIPOS DE INJEÇÃO ELETRÔNICA DE COMBUSTÍVEL DO SISTEMA AUTOMOTIVO

Ocorre a formação da mistura mediante a injeção do combustível diretamente antes e durante a partida e combustão na carga de ar com uma pressão muito grande. Durante seu desenvolvimento foram encontradas várias soluções que em parte coexistem ainda em nossos dias.

a) Injeção indireta: Uma pequena parte da câmara de combustão (antecâmara) é separada da parte principal mediante um estreitamento. O combustível, que em sua totalidade é injetado na antecâmara mediante uma bomba dosificadora a êmbolo com funcionamento de excêntrico, com uma pressão entre 80 e 120 atm, dependendo do projeto do motor, inflama-se e queima parcialmente ali; a sobrepressão instantânea assim formada sopra a mistura inflamada com um efeito de pulverização e turbulência violentas através do “canal de disparo” até a câmara principal rica de ar.

As paredes da antecâmara, sobretudo o ponto de impacto do jato entrante, são mantidas com a temperatura mais elevada possível, pois desta forma auxiliam na preparação e ignição do combustível. Embora tenha a vantagem de produzir menos componentes de gás de escape prejudiciais à saúde, produz maiores perdas de calor, devido a multiplicação de superfícies de permutação, o que resulta em maior consumo específico de combustível e, atualmente, é um processo pouco utilizado nos motores modernos.

B) Injeção direta: O combustível é injetado diretamente sobre a cabeça do pistão mediante um bico injetor, com um ou vários pequenos furos (diâmetros de 0,1 a 0,3 mm) direcionados segundo um ângulo apropriado.

Funciona com pressões muito elevadas (até 400 at) para conseguir uma pulverização muito fina e uma distribuição adequada do combustível no ar de carburação. O jato único forma uma neblina composta de gotas minúsculas que costuma se inflamar em primeiro lugar na proximidade de entrada.

A formação da mistura é acelerada e melhorada quando o ar de carburação executa um movimento rápido em relação à névoa do combustível. Com isto o movimento circular e turbulento do ar se produz de várias formas já com o processo de sucção ou com a compressão. A maioria dos motores modernos utilizam o processo de injeção direta de combustível, em virtude do seu melhor rendimento térmico.

Para efetuar um diagnóstico preciso e um check up na injeção eletrônica do seu automóvel, procure um centro automotivo especializado.

Publicado em mecanica em geral Marcado com: , ,