Reparos no sistema de direção hidráulica da Fiat Fiorino

A nova Fiorino 2014 da Fiat foi anunciada no dia 5 de dezembro de 2013, nas vésperas do natal e chegou maior em relação a seu modelo anterior e com o seu design externo modificado. Apresentando capacidade total de 650 quilos e a caçamba para até 3.000 litros, o furgão agora conta com a sua frente ainda mais robusta, para choques dianteiros e traseiros novos e com design mais moderno, novos retrovisores e frisos laterais e lanternas traseiras novas.

foto-nova-fiorino-furgão-2014-01
É um automóvel clássico da montadora italiana e que chega ao mercado brasileiro custando a partir de 38.500,00 reais, sendo equipada com motor de 1.4 litros EVO com 88 cavalos no etanos e 85 cavalos na gasolina. A velocidade máxima é de 160 quilômetros por hora. Sua parte interna também apresentou alterações e agora conta com o mesmo painel de instrumentos que é utilizado no novo Uno, seus bancos estão mais ergonômicos e tem como opcional o volante com regulagem de altura para o motorista. Leve a um centro automotivo especializado.

Nas suas portas, os painéis estão renovados com bolsa porta objetos e de garrafas. já seu console porta objetos está valorizado com sua iluminação do interior. O novo Fiorina 2014 chegam adaptados às resoluções 311 e 312 do Contram que obrigam os freios ABS e arbags frontais como item de série em todos os veículos saídos de fábrica no BRasil à partir do ano de 2014.

Como equipamento de série possui air bag duplo e freios ABS, o controle eletrônico da aceleração, que proporciona bastante economia, ganchos para a fixação da carga, pneus R14, tomada de 12V, relógio e hodômetro digital, para choques e retrovisores na cor preta, parede de divisória de carga em chapa, o assoalho do vão da carga é recoberto e as portas traseiras são assimétricas e sem vidros.

Em relação ao sistema de direção hidráulica, ainda mais em um utilitário para trabalho o que pode ser o caso do Fiorino, é muito importante que esteja funcionando corretamente e sem problemas. Podemos voltar no tempo e lembrar da época em que era normal que fosse realizado um esforço sobre humano para realizar manobras com uma direção mecânica, deixando o volante extremamente duro ao virar para os lados. Como a direção de um automóvel é a alma da condução e a busca por facilidades nesse mecanismo sempre esteva nas mentes dos projetistas e engenheiros automotivos.

Agora com o sistema de direção hidráulica, que tem por conceito facilitar as manobras e diminuir o esforço do motorista, os tempos são outros. Ainda mais agora que é um sistema extremamente popularizado e quem é comum como item de série em quase todos os automóveis nacionais. Porém, para que entenda-se o sistema de direção hidráulica, é necessário que seja entendido como funciona um sistema simples e que não possui auxílio.

Para facilitar o entendimento, trataremos dos sistemas encontrados nos automóveis de passeio. para conhecimento geral, existe outro tipo de sistema que é muito utilizado em caminhões e utilitários que é o de direção de esferas recirculantes.
fiorino
Na direção que possui assistência hidráulica, quem realiza o papel de pressurizar o óleo do sistema é a bomba rotativa, que está ligada ao motor. Ou seja, é uma maneira do sistema somente entrar em funcionamento quando o automóvel está ligado. Depois de gerar alta pressão, o óleo alimenta um cilindro que guarda um pistão que por sua vez é movimentado pela cremalheira. Este ajuda no movimento, diminuindo em até 80% o esforço do motorista. Essa diminuição em tempos de cidades grandes com congestionamentos ainda maiores, é extremamente relevante.

E para que o sistema de direção hidráulica funcione corretamente, precisa ter a sua manutenção realizada com muito cuidado por um centro automotivo especializado. É necessário começar pela verificação do reservatório do sistema de direção hidráulica. Muitas pessoas nem sabem que existe um óleo que é responsável por facilitar o funcionamento do sistema de direção hidráulica e extremamente sensível à falta do óleo. Para fazer um teste, quando estiver em ponto morto, gire o volante do seu automóvel para os dois lados e confira no conta giros que existirá uma ligeira queda no ponteiro.

E para que a manutenção seja realizada da maneira mais correta correta e confiável possível, é necessário entender que nesse sistema existem:

1 – As mangueiras que mandam o óleo par a caixa de direção e de volta ao reservatório;

2 – As abraçadeiras de ferro que são responsáveis por selar o sistema;

3 – As conexões metálicas que precisam funcionar corretamente já que o sistema é de alta pressão;

4 – Os orrings que são os anéis de borracha responsáveis por evitar vazamentos;

5 – As partes metálicas que sao móveis como o pistão que movimenta a cremalheira;

6 – O cilindro que recebe a pressão exercida pelo óleo;

7 – A bomba rotativa que precisa estar sempre lubrificada.

Para realizar a manutenção preventiva e corretiva, juntamente com os diagnósticos corretos do sistema de direção hidráulica, procure sempre um centro automotivo especializado com técnicos mecânicos prontos e aptos para realizar esse conserto para que a direção proporcione bastante segurança, firmeza e precisão nas manobras, bem como a leveza e comodidade que a direção hidráulica proporciona.

Publicado em direçao hidraulica, mecanica em geral Marcado com: , , ,