Realizando as revisões no motor do Nissan Tiida


O formato do Tiida, meio hatch e meio van é bastante moderno, apresentando janelinhas entre o pára brisa e a porta, assim como no Honda Civic, da qual é concorrente. Mas o Tiida não é muito ousado assim como é o Peugeot 307 ou o Citroen C4. Entre os automóveis vendidos aqui no Brasil é o mais comportado. O automóvel foi lançado no ano de 2004 no Japão.

nissan-tiida-sedan-2011-02

Analisando cronologicamente ele faz parte da revolução estilística imposta pelo brasileiro que preside a Nissan Tiida e deu uma boa organizada, melhorando bastante em relação às vendas. Percebe-se que no seu design é o mais harmônico e conservador possível. Para se ter uma ideia, de mais inovador podemos falar sobre a chave, que é um pouco maior do que um canivete. Aliás o que impressiona não é ela e sim a sua ausência. Procure sempre um centro automotivo especializado.

O Tiida possui uma versão de luxo, a SL, com câmbio manual, mesmo que exista o automático de quatro marchas e CVT. Possui a chave mágica, teto solar e rodas de liga leve, mas mesmo assim não demonstra muita sofisticação. Seu sistema de ar condicionado é convencional, não possuindo visores digitais e nem função dual zone, que permite que no mesmo habitáculo tenha duas temperaturas diferentes.

Para que o tanque de combustível seja aberto, não é necessário trava elétrica. Usa-se uma alavanca assim como no Civic e Corolla. Não possui computador de bordo, mas por outro lado o automóvel avisa quando o pneus está murchando e até quanto falta para a próxima revisão. Seu painel tem como acabamento plástico duro e seu desenho é bastante conservador, com suas peças apresentando encaixe cuidadoso e seus botões são claros e grandes.

O desenho dos estofados assim como a sua qualidade não são motivos para que nos impressionemos, mas entre os bancos encontra-se um encosto de braço na altura ideal e dentro dele, dois porta copos. Pelo que tudo indica a Nissan deixará de vender o Tiida no mercado automotivo brasileiro, tendo até tirado o modelo do site oficial da Nissan no país. Isso vale tanto para a variante hatch quanto para a sedan. Ainda existem algumas unidades nas concessionárias da Nissan.

A montadora japonesa não comenta sobre trazer algum substituto para o Tiida ao Brasil. O que podemos saber é que a fábrica localizada em Resende está prestes a ser concluída e será o local de fabricação do hatch March e do sedan Versa, ainda em 2015 e provavelmente do mono volume Note, que substituirá o Livina no ano de 2015.
nissantiida
O Tiida que foi vendido no Brasil possui a versão flex do hatchback. Seu motor é o mesmo 1.8 litros com dezesseis válvulas Flex da minivan Livina. A sua versão tem como identificação o logotipo cromado Flex Fuel na sua tampa traseira. Esse flez foi para que o modelo emplacasse no mercado brasileiro. O modelo tinha um novo propulsor com 125 cavalos de potência movido a gasolina e 126 cavalos de potência no etanol.

O modelo tinha alguns itens de série a mais, além da garantia de 3 anos. Seu sistema de ar condicionado, mesmo sendo simples é bastante eficaz e faz muito bem o que se propõe. O seu motor precisa de revisões e limpezas dentro de um período recomendado de seis em seis meses quando o automóvel é bastante utilizado para que sempre proporcione rendimento e conforto para os ocupantes.

Para efetuar corretamente a manutenção no motor, leve a um centro automotivo especializado com técnicos mecânicos aptos e preparados para realizar os diagnósticos mais completos e confiáveis, assim como manutenções preventivas e corretivas no motor flex do Nissan Tiida.

Publicado em mecanica em geral Marcado com: , , ,