Cuidados e reparos no motor do Suzuki Grand Vitara

O Suzuki Grand Vitara é um automóvel que tem um apelo off road, como um jipe só que bem mais confortável e com mais opcionais. Sua linha 2014 já encontra-se nas concessionárias. Além de apresentar um selo comemorativo dos 25 anos de idade que o modelo tem, apresenta algumas novidades, principalmente na lista de equipamentos. Nas suas versões equipadas com câmbio automático, oferece luzes de seta embutida nos retrovisores e rodas de liga leve de 18 polegadas. Um de seus opcionais mais cobiçados é o sistema central de multimídia com GPS integrado em todas as suas configurações.

A Suzuki também venderá o Grand Vitara como um edição especial, o Limited Edition, apresentando uma exclusiva cor de bronze e um acabamento interno em tecido e couro bege. Essa edição especial somente será oferecida com transmissão automática e com teto solar. O grand Vitara 2014 usa um motor 2.0 16V movido à gasolina, apresentando 140 cavalos no motor.

Entre seus itens de série que chama a atenção o Grand Vitara conta com sistema de ar condicionado digital, o banco do motorista tem regulagem de altura e a tração é 4 por 2, podendo ser equipado com a tração 4 por 4. E, para realizar diagnósticos e reparos, procure sempre um centro automotivo especializado.

O principal componente do automóvel Grand Vitara e o seu coração é o motor, principal responsável por conseguir levar os passageiros onde eles querem ir. Ele faz com que a carcaça pesada seja facilmente transportada como mágica e facilita muito a vida dos ocupantes. Dessa maneira, cuidar do motor é cuidar do coração de todo o sistema. Requer boas práticas, cuidados especiais, evitar certos exageros e, quando necessário, levar a um centro automotivo especializado para que uma revisão geral e manutenção preventiva sejam realizados.

Uma dica muito importante é evitar andar com o automóvel em baixa rotação, já que isso faz com que o motor seja muito forçado, prejudicando seus componentes e peças. Como exemplo, podemos dizer que quando está a 70 quilometros por hora, trafegando em quarta marcha e repentinamente essa velocidade cai para 30 quilometros por hora, não reduzir a marcha significa forçar o motor severamente.

Por outro lado, também não se pode exceder o limite de giros. Em carros com conta giros, existe uma faixa vermelha. Essa faixa é o limite de corte. Isso significa que por segurança, o sistema do carro começa a cortar o giro para que uma quebra seja evitada. Mesmo assim, chegar nesse limite representa um perigo extremo de dano, que pode ser trágico e quebrar uma peça do automóvel, como uma biela.

vitara0841

Outra dica que é importante, nunca ande sem óleo ou com pouco. Isso porque o motor é um bloco só. Porém, internamente, ele tem várias partes que se movem para proporcionar a rotação correta do motor. Como são partes totalmente feitas de ligas metálicas, caso funcione sem a quantidade correta de óleo lubrificante, essas partes teriam um desgaste muito prematuro. OU seja, dessa maneira a vida útil simplesmente sumiria. Isso porque o motor não dura sem óleo.

Repentinamente barulhos seriam percebidos até o travamento do motor, que seria provocado por desgaste prematuro. Esse desgaste faz com que as peças se superaqueçam e fundam, podendo inclusive perder totalmente o motor e tendo a necessidade de uma retífica total.

Para que a situação sempre esteja sob controle, procure um centro automotivo especializado para que diagnósticos sejam feitos e manutenções preventivas realizadas, deixando sempre o motor do Grand Vitara funcionando perfeitamente e com uma vida útil duradoura para proporcionar comodidade e segurança para seu dono e os ocupantes.

Publicado em mecanica em geral Marcado com: , , ,