Cuidados e dicas mecânicas para a Renault Master

O Renault Master é um automóvel utilitário comercial leve que é produzido desde o ano de 1982. Teve versões em Van, com diversas capacidades de passageiros. Teve também tipo chassi-cabine e furgão com diversas capacidades volumétrica,s para todo tipo de carga. Ele concorre com outros veículos comerciais, como o Fird Transit, Fiat Ducato, Peugeot Boxer, Citroën Jumper, Opel Movano, Iveco Daily, Volkswagen LT, Mercedes-Benz Sprinter, e vários outros.

Sua primeira geração foi vendida no Brasil com o nome de Renault Trafic, e foi lançada em 1992, também vendido com a marca Chevrolet a partir do ano de 1995, apresentando motorização 2.0 8v (somente Renault) e 2.2 8v a Gasolina, ainda com as opções 2.1 8v e 2.2 8v a Diesel. Mas, não obteve muito sucesso no mercado e deixou de ser fabricado em 1998. Sua fabricação foi retomada no ano de 2003 com sua nova geração, somente sob a marca Renault, apresentando o mesmo nome utilizado na Europa, Renault Master. Finalmente chegou ao Brasil em 2013 a terceira geração do Master. Leve sempre a um centro automotivo especializado para revisões.

Algumas dicas automotivas fazem com que seu motor e sistemas funcionem perfeitamente e durante muito mais tempo do que o normal. É muito importante ficar atento ao tensor da correia dentada. Ele deve ser analisado a cada troca da correia e caso seja necessário, trocado. É muito mais fácil trocar, caso tenha dúvida se deve ou não, Isso porque toda a mão de obra para trocar a correia é a mesma para trocar o tensor e que é uma peça relativamente barata em relação aos estragos que pode causar, inclusive travando o motor e prejudicando muito. Em alguns casos o gasto com o motor é muito caro e pelo menos umas quinze vezes mais o preço do tensor.

O tensor é um produto que não dá sinais quando vai estragar e, portanto, é muito prudente analisar a sua troca no momento da troca da correia, ainda mais se a Renault MAster estiver com alta quilometragem, em geral acima dos oitenta mil quilometros.

renault-master-chassi-2013-02

Outra observação a ser feita é em relação ao sistema que interrompe o funcionamento de alguns cilindros. O Active Fuel Management ou Active Cylinder Control, basicamente consiste na desativação dos tuchos de metade dos cilindros – dessa forma, existe somente em motores de seis, oito ou doze cilindros. Reativa-os quando torna-se necessária em determinados momentos que uma dose maior de potência seja colocada em prática. Dessa forma, aumenta-se a economia de combustível em torno de 6 a 8 por cento, além de diminuir o índice de emissões de poluentes, ajudando a preservar o planeta.

Para saber se esses sistemas estão funcionando perfeitamente, encaminhe a sua Renault Master a um centro automotivo especializado para que diagnósticos sobre o correto funcionamento dos seus sistemas sejam feitos e realizados corretamente e dessa forma sempre esteja funcionando perfeitamente, oferecendo economia e desempenho para seu proprietário.

Publicado em mecanica em geral Marcado com: , , ,