K2 Oficina Mecânica Ar Condicionado automotivo

GANHE 5% AGORA com sua dúvida Aqui

Ganhe descontos, clique abaixo compartilhe e solicite ao nosso gerente 5% de Desconto

Troca do fluido da direção hidráulica do Hyundai HB20

Quando vimos alguma lista dos automóveis mais vendidos do Brasil, com certeza o Hyundai HB20 é uma figurinha carimbada, tendo sido recentemente renovado e ganhou a tão esperada linha 2015. Entre as suas principais mudanças estão a inclusão de um novo tom de azul presente agora entre as cores padrão e como opcionais agora possui sistema multimídia com televisão digital e um novo acabamento em couro. Mas, juntamente com essas novidades cada configuração disponível também teve aumento nos seus preços. São várias versões disponíveis.

HB20-Sedan

Recentemente a Hyundai anunciou a chegada às concessionárias da nova versão 2015 do Hyundai HB20, seu compacto que apresenta versões hatch, sedã e cross. Em relação ao modelo do ano de 2015, apresenta um acréscimo no seu preço que vai de 370,00 a 800,00 reais e a sua grande novidade é a cor Azul Sky que agora é uma opção de linha. É uma tonalidade lançada exclusivamente para a edição limitada da Copa do Mundo, que teve oito mil unidades produzidas e sendo metálica teve um acréscimo de 1.000,00 reais no valor de tabela dos modelos. Leve sempre o seu HB20 a um centro automotivo especializado.

Também de série especial, um opcional que agora está disponível nas versões Confort Style do sedã e do hatch é o BlueMediaTV. Por 1.700,00 reais oferece TV digital com imagem em tela touch de sete polegadas. O sistema de som Audio BTH agora dá lugar ao blueAudio, que além das antigas funcionalidades de entradas USB e entrada auxiliar, conexão com Bluetooth e seus comandos no volante agora está oferecendo acesso à agenda do celular e também compatibilidade com iPhone e iPod.

Quando o seu sistema de direção hidráulica está pesada, podendo apresentar esse peso quando esterça para um dos lados ou para os dois, e dessa maneira produz um ruído que é diferente e incomoda, pode ser que os pneus estejam com a calibragem baixa. Porém, caso não seja esse o motivo, o indicado e recomendado é procurar um centro automotivo especializado e realizar uma revisão geral e um diagnóstico em todos os itens que fazem parte do sistema de direção hidráulica.

novo-hb20-2015-7

Esses itens são a bomba de direção, verificar o nível do lubrificante no reservatório e o estado dos filtros. É muito importante também verificar a possível presença de ar no sistema de direção e conferir também o estado geral das mangueiras e também das tubulações, para não apresentar nenhum vazamento.

O óleo do sistema de direção hidráulica, diferentemente de outros lubrificantes que também fazem parte e compõe o conjunto do carro, não é consumível e sendo assim, não pode baixar o seu nível. Caso isto aconteça é porque algo do sistema está comprometido e precisa o mais rápido e breve possível de um diagnóstico e revisão para reparar.

É altamente recomendado e indicado que seja realizada a troca preventiva do fluido que vai diretamente no reservatório da direção, no período de pelo menos uma vez ao ano, apenas como meio de evitar e até mesmo identificar problemas futuros, já que o seu preço é relativamente baixo pelo estrago que pode causar caso não seja substituído. Porém, para automóveis que tenham na sua quilometragem menos de 50 mil quilômetros rodados ou 2 anos de uso, essa troca é dispensável.

Para efetuar a verificação do nível do fluido, procure sempre um centro automotivo especializado com técnicos mecânicos treinados para efetuar os diagnósticos necessários e a manutenção preventiva e corretiva do sistema, deixando-o sempre funcionando da maneira correta e pronto para proporcionar o máximo de conforto e comodidade para o condutor.

Publicado em direçao hidraulica Marcado com: , , ,

Sistema de arrefecimento do Novo Palio Fire Way

Recentemente a Fiat do Brasil lançou a versão aventureira para cativar o público jovem, do automóvel mais barato que é produzido no Brasil, o Palio. É o Palio Way, com uma configuração mais robusta e que deseja atingir o público que gosta de aventura e um automóvel descolado, econômico e muito robusto. Ele está preparado tanto para rodar nos grandes centros urbanos como em diferentes tipos de estrada. Ou seja, é muito versátil e atinge um grande público.

655_palio_02

O Novo Palio Fire Way 2015 possui quatro portas para facilitar a entrada, recebeu novos ajustes mecânicos para que seu motor seja mais confiável e econômico. Para dar conta de uma dirigibilidade mais agressiva e em todos tipos de terreno, sua suspensão está mais elevada, possuindo novas molas e amortecedores firmes para dar conta do recado. Leve sempre a um centro automotivo especializado.

A Fiat também adotou no novo Palio Fire Way pneus maiores, com as medidas 165/75 R14. Isso no final das contas resulta em uma altura mínima maior em relação ao solo , próximo aos 15 mm se comparado com as outras versões, o que facilita a condução em vários tipos de estradas e vias, principalmente as não pavimentadas, que é onde o automóvel quer se firmar para conquistar um público fiel e cativo.

O novo design esterno do novo Palio Fire Way ganhou juntamente também alguns elementos específicos, dentre os quais podemos citar:

1 – Possui molduras nas suas caixas de roda que são responsáveis por acompanhar as minissaias laterais;

2 – Tem para agradar uma nova pintura cromada que apresenta contornos na cor preta brilhante na sua grade frontal;

3 – Seus faróis apresentam biparábola com máscara negra e canhões cromados;

4 – Tem para melhorar seu design uma nova faixa Way nas portas;

5 – Nos retrovisores externos possui pintura exclusiva na cor cinza metálico e também nas novas calotas R14;

6 – Possui protetores na parte inferior dos para choques da frente e de trás;

7 – O revestimento externo nas suas colunas centrais são na cor preto fosco.

No seu interior apresenta novos tecidos dos bancos que apresentam bordado Way e também um novo quadro de instrumentos, que agora apresentam conta giros. Seu painel apresenta uma leve reformulação e mantém o mesmo formato básico, que possui a parte central em plásticos cinza, que confere, no final das contas dupla tonalidade nesta versão aventura, o que agrega um charme especial.

fiat-palio-fire-way-2015-1399582198608_956x500

Em relação ao sistema de arrefecimento, a sua manutenção correta é extremamente importante, e para isso precisa utilizar o aditivo correto, com as especificações adequadas para o bom funcionamento do sistema. Fazendo isso, evita-se que a oxidação se forme nos condutos internos dos motores a combustão.

Para tanto, de tempos em tempos o nível do fluido no reservatório deve ser verificado corretamente, e caso exista a necessidade, deve ser completado para que o seu nível esteja correto. Esses aditivos constantemente passam por evoluções tecnológicas, e migram do aditivo inorgânico para o aditivo orgânico.

A fórmula química do aditivo orgânico não permite que ele se misture com o aditivo inorgânico. Dessa maneira, caso o sistema de arrefecimento utilize um tipo de aditivo, deve-se continuar a utilizar esse mesmo tipo, sem misturar com o outro. Ou seja, se utiliza-se o orgânico, deve-se substituir por orgânico. Dessa maneira o motor terá sua duração prolongada e mantida da melhor maneira possível.

Sendo assim, para que o motor seja cuidado da melhor maneira, utilizando-se do líquido de arrefecimento correto e cuidando do sistema, leve o seu Novo Palio Fire Way a um centro automotivo especializado que conta com técnicos mecânicos aptos para diagnosticar situações adversas e deixar de forma a proporcionar o melhor rendimento do motor com seu sistema de arrefecimento. Com isso o motor tem a sua durabilidade aumentada e fica econômico e rendendo bem.

Publicado em mecanica em geral Marcado com: , , ,

Cuidando da embreagem da Volkswagen Saveiro de cabine dupla

A nova Volkswagen Saveiro Cabine dupla, a nova aposta da Volks para concorrer e até desbancar a Fiat Strada e colocar de novo a Volkswagen no topo das pequenas caminhonetes. Isso porque faz anos que a Fiat possui a liderança nas vendas quando o assunto são os comerciais leves no Brasil. Isso principalmente pela sua picape Strada, que foi conquistando seu espaço até tornar-se referência no seu segmento.

Nova-Saveiro-Cabine-Dupla-2015 (4)

Para tentar incomodar um pouco os concorrentes e recuperar o espaço perdido, a Volkswagen acabou de lançar na cidade de São Paulo, três novas versões com cabine dupla para facilitar o transporte de pessoas de sua picape compacta, a Saveiro, com preço inicial de 47.490,00 reais. A picape começou a chegar nas concessionárias no final de setembro. Leve a um centro automotivo especializado para revisões.

Para que as sete versões fossem produzidas da Saveiro 2015, a fabrica de São Bernardo do Campo precisou de investimentos de 300 milhões de reais em adaptações. Como retorno, espera fechar o ano de 2014 com um aumento de 53% no volume de vendas comparado com o ano passado, e atingir 110 mil unidades. Mesmo assim ainda não ultrapassaria a Strada que no final do ano de 2013 fechou com vendas de 122.904 unidades e a previsão desse ano é de vender ainda mais. Mas, mesmo assim ainda incomodaria um pouco a Strada, começando a se tornar uma ameaça real.

Essa previsão de melhorar seu desempenho é bem real, já que até hoje a Saveiro ainda não possuía uma configuração que fosse atraente para vendas no varejo. Hoje em dia é o quinto comercial leve mais vendido no mercado automotivo brasileiro e perde em números para inclusive picapes maiores como Toyota Hilux e Chevrolet S10. É aí que a Saveiro pretende atuar com mais força, conquistando um público que é a família com um filho pequeno.

E para que ao dirigir a Nova Saveiro, você consiga desfrutar de bastante tempo de sua vida útil, é necessário um cuidado especial com a embreagem para que sua vida útil se prolongue. Em automóveis manuais, talvez a embreagem seja o sistema que mais depende de hábitos corretos de direção para durar bastante. Fique atento às revisões dentro do prazo correto e realize sua manutenção preventiva de maneira certeira, dirigindo corretamente e não forçando.

volkswagen-saveiro-cross-cd-2015-1408387933944_956x500

Mesmo o pedal esquerdo sendo a peça mais conhecida do sistema de embreagem, é uma das peças menos importantes. As peças mais importantes são o platô, o disco e o rolamento, que é chamado de kit da embreagem. Quando o motorista dirige errado, forçando as peças, muitas vezes quando acontece algum problema é necessária a troca de todo o kit, pois ele se desgasta. Por isso é preciso ter muito cuidado quando for dirigir.

Evite descansar o pé no pedal da embreagem, onde não é lugar para isso. Caso não esteja utilizando o pedal, descanse o pé no assoalho do automóvel. Ao apoiar o pé no pedal quando o automóvel está em movimento, afasta o platô do disco e acaba por lixar o disco. Quando acontece esse desgaste, o sistema fica super aquecido, podendo deformar algumas peças.

Realize também a troca das marchas em ordem e suavemente. Quando for efetuar o aumento ou a redução da velocidade, troque de marchas gradativamente, sempre obedecendo a ordem correta e observando as rotações do motor. Dessa forma, as peças da embreagem sempre trabalharão de maneira suave e os trancos que tanto danificam o sistema serão evitados.

Para que a embreagem da Saveiro de cabine dupla esteja sempre funcionando corretamente, procure constantemente um centro automotivo especializado com técnicos mecânicos prontos para realizar diagnósticos e sua manutenção tanto preventiva quanto corretiva e dessa forma deixar sempre funcionando corretamente e suavemente sem nenhuma dor de cabeça.

Publicado em mecanica em geral Marcado com: , , ,

Realizando as revisões no motor do Nissan Tiida


O formato do Tiida, meio hatch e meio van é bastante moderno, apresentando janelinhas entre o pára brisa e a porta, assim como no Honda Civic, da qual é concorrente. Mas o Tiida não é muito ousado assim como é o Peugeot 307 ou o Citroen C4. Entre os automóveis vendidos aqui no Brasil é o mais comportado. O automóvel foi lançado no ano de 2004 no Japão.

nissan-tiida-sedan-2011-02

Analisando cronologicamente ele faz parte da revolução estilística imposta pelo brasileiro que preside a Nissan Tiida e deu uma boa organizada, melhorando bastante em relação às vendas. Percebe-se que no seu design é o mais harmônico e conservador possível. Para se ter uma ideia, de mais inovador podemos falar sobre a chave, que é um pouco maior do que um canivete. Aliás o que impressiona não é ela e sim a sua ausência. Procure sempre um centro automotivo especializado.

O Tiida possui uma versão de luxo, a SL, com câmbio manual, mesmo que exista o automático de quatro marchas e CVT. Possui a chave mágica, teto solar e rodas de liga leve, mas mesmo assim não demonstra muita sofisticação. Seu sistema de ar condicionado é convencional, não possuindo visores digitais e nem função dual zone, que permite que no mesmo habitáculo tenha duas temperaturas diferentes.

Para que o tanque de combustível seja aberto, não é necessário trava elétrica. Usa-se uma alavanca assim como no Civic e Corolla. Não possui computador de bordo, mas por outro lado o automóvel avisa quando o pneus está murchando e até quanto falta para a próxima revisão. Seu painel tem como acabamento plástico duro e seu desenho é bastante conservador, com suas peças apresentando encaixe cuidadoso e seus botões são claros e grandes.

O desenho dos estofados assim como a sua qualidade não são motivos para que nos impressionemos, mas entre os bancos encontra-se um encosto de braço na altura ideal e dentro dele, dois porta copos. Pelo que tudo indica a Nissan deixará de vender o Tiida no mercado automotivo brasileiro, tendo até tirado o modelo do site oficial da Nissan no país. Isso vale tanto para a variante hatch quanto para a sedan. Ainda existem algumas unidades nas concessionárias da Nissan.

A montadora japonesa não comenta sobre trazer algum substituto para o Tiida ao Brasil. O que podemos saber é que a fábrica localizada em Resende está prestes a ser concluída e será o local de fabricação do hatch March e do sedan Versa, ainda em 2015 e provavelmente do mono volume Note, que substituirá o Livina no ano de 2015.
nissantiida
O Tiida que foi vendido no Brasil possui a versão flex do hatchback. Seu motor é o mesmo 1.8 litros com dezesseis válvulas Flex da minivan Livina. A sua versão tem como identificação o logotipo cromado Flex Fuel na sua tampa traseira. Esse flez foi para que o modelo emplacasse no mercado brasileiro. O modelo tinha um novo propulsor com 125 cavalos de potência movido a gasolina e 126 cavalos de potência no etanol.

O modelo tinha alguns itens de série a mais, além da garantia de 3 anos. Seu sistema de ar condicionado, mesmo sendo simples é bastante eficaz e faz muito bem o que se propõe. O seu motor precisa de revisões e limpezas dentro de um período recomendado de seis em seis meses quando o automóvel é bastante utilizado para que sempre proporcione rendimento e conforto para os ocupantes.

Para efetuar corretamente a manutenção no motor, leve a um centro automotivo especializado com técnicos mecânicos aptos e preparados para realizar os diagnósticos mais completos e confiáveis, assim como manutenções preventivas e corretivas no motor flex do Nissan Tiida.

Publicado em mecanica em geral Marcado com: , , ,

Entenda o que é torque e potência no Polo Hatch

O Novo Polo Hatch é um automóvel que apresenta uma dirigibilidade extraordinária, motor muito bom e ágil, o acionamento do seu câmbio e da direção é perfeito e possuem uma integração enorme entre si. Outro ponto positivo é o seu consumo, já que consegue fazer até 18 quilômetros por litro na estrada com o sistema de ar condicionado desligado.

polo_hatch

É um automóvel muito confortável em longas viagens, mesmo que a estrada esteja ruim; nesse caso precisa mais cautela do motorista. É um automóvel compacto que apesar de seu tamanho pode muito bem ser confundido com um de categoria superior. Seu espaço interno na lateral é relativamente escasso, o câmbio possui a relação bem curta, já que a 100 quilômetros por hora na quinta marcha já está a 3.000 rotações por minuto. Porém esse fato não afeta o consumo. Para efetuar a manutenção leve sempre a um centro automotivo especializado.

Precisa ficar atento no fato das bieletas da barra estabilizadora dianteira ressecarem com facilidade, necessitando assim de mais trocas frequentes do que o desejável. Mesmo assim não preocupa, pois não é cara. Tirando essa situação, apenas a manutenção normal rotineira e que apresenta preços normais.

Na opinião de muita gente, é um automóvel que não é valorizado da maneira que deveria, pois é um automóvel muito bom e é uma pena que a Volkswagen tenha entre seus consumidores a maioria que prefere o Gol e o Fox, que dependendo da versão possui preços até maiores.

Outros pontos fortes do Polo Hatch, podemos colocar:

1 – Embreagem hidráulica;

2 – Som original de fábrica muito bom para um sedan compacto;

3 – Seu espaço interno é muito bem distribuído;

4 – Sensor sonoro de estacionamento;

5 – Bastante estável em curvas de média velocidade com e sem peso;

6 – Painel completo, com computador de bordo.

Resumindo, é um automóvel altamente indicado para uma família pequena.

Sempre que se inicia uma conversa sobre automóveis, o papo vai desde os componentes mais simples, passando para os mais complexos. Porém, na maioria das vezes não pode faltar conversa sobre potência, torque e as rotações em que acontecem os seus respectivos picos. Costuma-se dizer que tal pessoa anda somente em alta, que outra somente em baixa. Resumindo, qual a diferença entre torque e potência?

volkswagem-polo-hatch-2014

Torque e potência são a mesma força porém vistas de ângulos diferentes. Justamente essa diferença que irá definir o tipo de aplicação que o motor terá. O torque é a força que se gera na explosão dentro das câmaras de combustão e acontece pelo curso do virabrequim (que é a força de giro) vezes o braço da alavanca. Por esse motivo a sua unidade envolve trabalho e distância. Para exemplificar, quando acontece o aperto de uma porca com uma chave de boca, está-se aplicando o torque.

É nas rotações mais baixas que o torque máximo de um motor tende a acontecer justamente devido à sua eficiência volumétrica (porcentagem de mistura ar combustível que o motor consegue aspirar a cada ciclo que acontece) e é o momento onde acontece o melhor aproveitamento da explosão. Depois que isso acontece, a capacidade de fazer força começa a cair devido ao aproveitamento da energia dentro do cilindro.

Podemos comparar com uma bicicleta. Quando você atinge uma velocidade considerável, por exemplo algo em torno de 50 quilômetros por hora, já não consegue dar aquela pedalada mais forte de uma vez, justamente pelo fato da velocidade estar bem avançada.

E para que o motor do Volkswagen Polo Hatch esteja sempre em ordem, regulado e proporcionando segurança, conforto e confiabilidade, leve constantemente a um centro automotivo especializado para revisões preventivas, que inclusive são as mais baratas, juntamente com diagnósticos realizados por técnicos mecânicos treinados para deixar o motor funcionando perfeitamente.

Publicado em dicas automotivas Marcado com: , , ,

Reparos e cuidados com o motor do Jac J3

Mesmo tendo se atrasado um pouco em relação à concorrência para começar a vender o Jac J3 S e o J3 Turin S com motor de 1.5 litro e dezesseis válvulas Flex, a montadora conseguiu tirar o atraso. As novidades chegaram no mês de março e o seu preço sugerido já está pronto: 40.000,00 para o hatch e 41.700,00 para o sedã.

jac-j3s-jetflex-2015-1399349583779_956x500

O motor terá 1.5 litros e desenvolve 125 cavalos de potência e 16 kgfm de torque quando abastecido com gasolina e 127 cavalos de potência e 15,8 kgfm. Esse motor já é conhecido do mercado brasileiro, já que é o mesmo que equipa o sedã J5, somente com a diferença de que é modificado para receber a tecnologia flex ou bicombustível. Leve sempre a um centro automotivo.

O motor bicombustível foi desenvolvido juntamente com a Delphi e seguindo a tendência mundial não precisa do tanquinho de gasolina para auxiliar nas partidas nos dias frios. As atuais versões do J3 e J3 Turin, são equipadas com o motor 1.4 litro de dezesseis válvulas VVT (que na verdade é 1.3), que desenvolve 108 cv com gasolina, continuam sendo normalmente comercializadas.

Utilizar essa tecnologia bicombustível, que não precisa do tanquinho de gasolina, é parte de um ambicioso plano da Jac Motors que deseja realmente investir emm novas soluções tecnológicas, pois não somente cumpre as metas estabelecidas pelo Inovar Auto, mas principalmente proporcionando valor ao consumidor de carros compactos.

Batizada de Jet Flex, a tecnologia flex da Jac Motors aos poucos vai equipar toda a família de automóveis da marca gradativamente no Brasil, à partir desse ano. Este é o maior compromisso no Brasil da Jac.

E para completar, é um automóvel que tem uma mecânica muito robusta e bastante confiável, desde que se tenha cuidados básicos e todas as trocas de óleo sejam respeitadas corretamente e dentro do prazo, utilizando-se óleo de boa qualidade e recomendado pela Jac. Deve-se tomar cuidado também para que o combustível a abastecer o tanque seja sempre de qualidade para não diminuir a vida útil do motor.

not_1397912906

Sua dirigibilidade é muito boa e facilitada por todos seus sistemas que proporcionam essa comodidade. Seu consumo e acabamento interior são muito bem projetados. Por esse motivo o nível de ruídos no interior do automóvel é bastante baixo e proporciona conforto e comodidade para os ocupantes.

É um automóvel alto em relação ao solo, desenvolve uma potência razoável e tem uma velocidade muito boa, aliado a um sistema de som muito potente e que cumpre bem o seu papel de distrair os ocupantes. Além disso, o seu porta malas é bem grande se comparado com seus concorrentes. É um automóvel muito econômico, que apresenta um número muito bom de itens básicos e opcionais.

Seu desempenho é digno de um automóvel moderno e muito bem projetado. Seus custo de manutenção são baixos assim como o seguro, pois é um automóvel pouco visado. É um grande fato a jac ter se preocupado com a tecnologia flex, já que na maioria dos países onde ela atua a opção flex não existe. Isso demonstra o quanto o mercado brasileiro é estratégico para as pretensões da Jac.

E, para que o motor esteja sempre funcionando corretamente e desenvolvendo sua potência de maneira total e segura, leve constantemente o seu Jac J3 a um centro automotivo especializado. Lá você pode contar com técnicos mecânicos prontos para realizar reparos e diagnósticos necessários, deixando assim o motor funcionando perfeitamente e sem falhar. Lembre-se que cuidar bem do motor é um ato que precisa acontecer desde o primeiro dia de uso do carro.

Publicado em dicas automotivas Marcado com: , , ,

Reparos no sistema de direção hidráulica da Fiat Fiorino

A nova Fiorino 2014 da Fiat foi anunciada no dia 5 de dezembro de 2013, nas vésperas do natal e chegou maior em relação a seu modelo anterior e com o seu design externo modificado. Apresentando capacidade total de 650 quilos e a caçamba para até 3.000 litros, o furgão agora conta com a sua frente ainda mais robusta, para choques dianteiros e traseiros novos e com design mais moderno, novos retrovisores e frisos laterais e lanternas traseiras novas.

foto-nova-fiorino-furgão-2014-01
É um automóvel clássico da montadora italiana e que chega ao mercado brasileiro custando a partir de 38.500,00 reais, sendo equipada com motor de 1.4 litros EVO com 88 cavalos no etanos e 85 cavalos na gasolina. A velocidade máxima é de 160 quilômetros por hora. Sua parte interna também apresentou alterações e agora conta com o mesmo painel de instrumentos que é utilizado no novo Uno, seus bancos estão mais ergonômicos e tem como opcional o volante com regulagem de altura para o motorista. Leve a um centro automotivo especializado.

Nas suas portas, os painéis estão renovados com bolsa porta objetos e de garrafas. já seu console porta objetos está valorizado com sua iluminação do interior. O novo Fiorina 2014 chegam adaptados às resoluções 311 e 312 do Contram que obrigam os freios ABS e arbags frontais como item de série em todos os veículos saídos de fábrica no BRasil à partir do ano de 2014.

Como equipamento de série possui air bag duplo e freios ABS, o controle eletrônico da aceleração, que proporciona bastante economia, ganchos para a fixação da carga, pneus R14, tomada de 12V, relógio e hodômetro digital, para choques e retrovisores na cor preta, parede de divisória de carga em chapa, o assoalho do vão da carga é recoberto e as portas traseiras são assimétricas e sem vidros.

Em relação ao sistema de direção hidráulica, ainda mais em um utilitário para trabalho o que pode ser o caso do Fiorino, é muito importante que esteja funcionando corretamente e sem problemas. Podemos voltar no tempo e lembrar da época em que era normal que fosse realizado um esforço sobre humano para realizar manobras com uma direção mecânica, deixando o volante extremamente duro ao virar para os lados. Como a direção de um automóvel é a alma da condução e a busca por facilidades nesse mecanismo sempre esteva nas mentes dos projetistas e engenheiros automotivos.

Agora com o sistema de direção hidráulica, que tem por conceito facilitar as manobras e diminuir o esforço do motorista, os tempos são outros. Ainda mais agora que é um sistema extremamente popularizado e quem é comum como item de série em quase todos os automóveis nacionais. Porém, para que entenda-se o sistema de direção hidráulica, é necessário que seja entendido como funciona um sistema simples e que não possui auxílio.

Para facilitar o entendimento, trataremos dos sistemas encontrados nos automóveis de passeio. para conhecimento geral, existe outro tipo de sistema que é muito utilizado em caminhões e utilitários que é o de direção de esferas recirculantes.
fiorino
Na direção que possui assistência hidráulica, quem realiza o papel de pressurizar o óleo do sistema é a bomba rotativa, que está ligada ao motor. Ou seja, é uma maneira do sistema somente entrar em funcionamento quando o automóvel está ligado. Depois de gerar alta pressão, o óleo alimenta um cilindro que guarda um pistão que por sua vez é movimentado pela cremalheira. Este ajuda no movimento, diminuindo em até 80% o esforço do motorista. Essa diminuição em tempos de cidades grandes com congestionamentos ainda maiores, é extremamente relevante.

E para que o sistema de direção hidráulica funcione corretamente, precisa ter a sua manutenção realizada com muito cuidado por um centro automotivo especializado. É necessário começar pela verificação do reservatório do sistema de direção hidráulica. Muitas pessoas nem sabem que existe um óleo que é responsável por facilitar o funcionamento do sistema de direção hidráulica e extremamente sensível à falta do óleo. Para fazer um teste, quando estiver em ponto morto, gire o volante do seu automóvel para os dois lados e confira no conta giros que existirá uma ligeira queda no ponteiro.

E para que a manutenção seja realizada da maneira mais correta correta e confiável possível, é necessário entender que nesse sistema existem:

1 – As mangueiras que mandam o óleo par a caixa de direção e de volta ao reservatório;

2 – As abraçadeiras de ferro que são responsáveis por selar o sistema;

3 – As conexões metálicas que precisam funcionar corretamente já que o sistema é de alta pressão;

4 – Os orrings que são os anéis de borracha responsáveis por evitar vazamentos;

5 – As partes metálicas que sao móveis como o pistão que movimenta a cremalheira;

6 – O cilindro que recebe a pressão exercida pelo óleo;

7 – A bomba rotativa que precisa estar sempre lubrificada.

Para realizar a manutenção preventiva e corretiva, juntamente com os diagnósticos corretos do sistema de direção hidráulica, procure sempre um centro automotivo especializado com técnicos mecânicos prontos e aptos para realizar esse conserto para que a direção proporcione bastante segurança, firmeza e precisão nas manobras, bem como a leveza e comodidade que a direção hidráulica proporciona.

Publicado em direçao hidraulica, mecanica em geral Marcado com: , , ,

Cuidados mecânicos e com o motor do Fiat Bravo

Agora, além da nova picape que a Fiat está apresentando no Salão do Automóvel de São Paulo, apresenta também a nova linha 2015 do Fiat Bravo e que apresenta suas primeiras mudanças visuais. Essa mudança segue a mesma linha dos últimos lançamentos da Fiat no mercado brasileiro. E ainda existem novos equipamentos de série desde a versão mais básica da linha, a Essence com motorização de 1.8 litros.

Fiat_Viaggio_3

As maiores mudanças do Fiat Bravo 2015 encontram-se na sua parte externa. O para choque dianteiro foi redesenhado com uma nova tomada de ar e moldura nos seus faróis de neblina, a grade com barra cromada e o logotipo da marca no seu centro. Apresenta também rodas com design novo, as molduras da lanterna na cor preta, o nome do automóvel posicionado na parte superior da tampa do porta malas e o para choque traseiro também é novo. Leve a um centro automotivo especializado.

Entre os seus itens de série a pricinpal novidade é o novo sistema multimídia, que está presente em todas as versões. A sua tela é em LCD sensível ao toque e seus comandos de mídia e de telefone são através do volante multi função revestido em couro. E, dependendo da versão, existe ainda a câmera de ré integrado e o sistema de navegação por GPS que auxilia as pessoas que possuem mais dificuldade em localização principalmente em alguma cidade que não conhece.

Entre suas versões, no BRavo não oferece mais a Absolute e conta agora somente com as variantes Essence com motorização de 16 válvulas, o T Jet de 1.4 litros dezesseis válvulas e a sua série especial Blackmotion de 1.8 litros e dezesseis válvulas. E, contrariando as expectativas mais otimistas não é dessa vez que o hatch possuirá transmissão automática, continuando com a tradicional automatizada Dualogic Plus para seus modelos de 1.8 litros.

Mesmo que tudo indique o contrário, o novo Brava ainda não tem previsão de lançamento. Provavelmente chegará somente no início de 2015.

E como todo automóvel novo precisa ter cuidado com todos os seus sistemas e peças e uma das mais importantes é o motor. Aí vão alguns conselhos para cuidar bem do motor do Bravo:

fiat-viaggio-hatch-02

1 – Quando ligar o carro e estiver utilizando, evite acelerar imediatamente após dar a partida ou ligar o automóvel. O correto é andar uns 10 minutos forçando o mínimo possível o motor para não prejudicá-lo;

2 – Para preservar o motor, troque o seu óleo na quilometragem correta indicada pelo fabricante. Se necessário troque antes do vencimento, nunca depois;

3 – Faça sempre as revisões periódicas em um centro automotivo especializado;

4 – Utilize sempre combustível de qualidade e de postos conhecidos. Lembre-se que combustível muito barato pode ser adulterado e de pouca qualidade;

5 – Caso a motorização do seu automóvel seja flex, deixe o tanque do motor sempre abastecido e de vez em quando coloque gasolina;

6 – Verifique pelo menos uma vez por semana o nível do óleo de arrefecimento do motor;

7 – Procure seguir rigorosamente as recomendações da montadora que estão no manual de proprietário do seu automóvel.

E para que esses conselhos sejam seguidos e vistoriados com bastante cuidado e critério, leve o seu automóvel Fiat Bravo em um centro automotivo especializado, com técnicos mecânicos prontos para verificações e diagnósticos, para quem o motor do automóvel dure bastante e tenha sempre o seu melhor desempenho, economia e confiabilidade. Não esqueça de tratar com cuidado o motor, nunca acelerando demais, aumentando o giro sem necessidade, para forçar o motor.

Publicado em mecanica em geral Marcado com: , , ,

Cuidados mecânicos e com o motor do Honda Civic

Atualmente, no mercado automotivo brasileiro o Honda Civic é um dos automóveis mais procurados pelas suas virtudes e facilidade de manutenção. E com o lançamento do renovado Honda Civic, a situação está bem mais confortável do que aqueles que procuram o Honda Fit. O Fit, recém remodelado no mercado brasileiro, dependendo do modelo e opcionais que a pessoa procura, o tempo de espera está tão grande que provavelmente ela desistirá. O Honda Civic, não apresenta essa situação e ainda conta com o fato de ter a sua remodelação feita a pouco tempo, agradando bastante até os consumidores mais exigentes.

Novo-Honda-Civic-2015-034

E olha que o Civic também foi remodelado a pouco tempo , sendo vendido com duas versões de acabamento, porém a sua versão mais apreciada e que a própria montadora tem como a menina dos olhos é a top de linha LXR. E também á a configuração que por ter um preço mais elevado consegue apresentar um desconto maior, com bastante atrativos e inclusive um aparato tecnológico muito interessante. Essa tecnologia encontra-se presente no sensor de ré e estacionamento, no sistema de ar condicionado que pode apresentar a configuração de dual zone e em todo o sistema elétrico.

Uma tecnologia adicionado na nova versão 2015 chama-se Flex One, que dispensa o segundo tanque, aquele utilizado na partida quando automóvel está frio e geralmente abastecido com etanol. Isso é muito importante, porque nem todo mundo se lembra de completar aquele tanquinho, além de ajudar na conservação do motor. Para revisões, leve sempre o automóvel a um centro automotivo especializado.

A sua motorização é oferecida com 1.8 litros e 140 cavalos de potência ou 2.0 litros e 155 cavalos de potência. Pela motorização, vemos que mesmo o mais fraco ainda rende muito bem e apresenta um desempenho bem acima da média dos automóveis brasileiro. Os tipos de câmbio oferecidos são o manual de seis velocidades e tem também o automático de cinco para a básica e somente apresenta a que dispensa a embreagem para o de topo de linha.

Um outro ponto positivo é sem porta malas com 450 litros de capacidade de bagagem. O modelo mais completo possui acabamento mais escuro no seu interior o que apresenta bastante elegância na sua apresentação, rodas de liga leve de 17 polegadas com novo design, novos faróis de neblina, um friso prateado na sua dianteira e uma nova grade mais esportiva.

Uma situação corrente e que acontece com mais frequência do que o esperado quando nos referimos à parte mecânica do Honda Civic e mais precisamente quando apresenta falhas no seu motor é a necessidade das velas estarem sempre com sua revisão em dia e em bom estado. A própria Honda, se antecipando à essa situação lançou a um tempo atrás um boletim técnico onde recomenda a checagem das velas e caso elas estejam presas no cabeçote a sua retirada, geralmente na revisão dos 40.000 quilômetros no Honda Fit e na revisão dos 60.000 quilômetros do Honda Civic, os dois equipados com o motor flex.

Novo-Honda-Civic-2015-031

Nessa situação, um agravante é quando utiliza-se bastante o etanol como combustível, já que é um combustível gerador de agentes nocivos ao material que a vela é fabricada. Quando utiliza-se gasolina batizada, que contém álcool, o efeito acaba sendo o mesmo, pois mesmo que seja pouco álcool acaba agindo na vela.

Deve ser realizada também uma revisão geral no sistema elétrico para verificar para detectar qualquer falha que interfira no funcionamento do motor e sendo arrumada para que o motor funcione corretamente e com o seu melhor desempenho. O motor do automóvel é um dos sistemas que precisa do maior cuidado possível, pois ele pode estar apresentando um funcionamento anormal e este não sem demonstrado. Essa funcionamento fora dos padrões pode fazer com que o desempenho diminua, o consumo aumente até às vezes de maneira imperceptível.

Para que seja realizada uma checagem e vistoria em todo o motor, no sistema de ar condicionado e de direção hidráulica, leve seu Honda Civic a um centro automotivo especializado que conte com técnicos mecânicos prontos e aptos para que sejam realizados diagnósticos, revisões e manutenções preventivas e corretivas, deixando dessa maneira todos os sistemas funcionando perfeitamente. Dessa forma o automóvel apresentará seu melhor desempenho aliado ao seu melhor consumo, proporcionando conforto e segurança para seus ocupantes.

Publicado em mecanica em geral Marcado com: , , ,

Revisão automotiva na Nissan Livina

Aos poucos, pela sua idade e projeto a Nissan Livina já vem demonstrado queda nas suas vendas e está se tornando coadjuvante na linha da Nissan no mercado brasileiro. No primeiro semestre de 2014, a minivan da marca japonesa chegou a uma pequena venda de somente 3.500 unidades, já incluso nesse número as vendas de seu modelo com sete lugares. Por outro lado, sua concorrente direta, a Chevrolet Spin chegou a impressionante marca de 16.900 unidades vendidas. E por motivos como esse a Nissan já prepara para que o modelo seja descontinuado aqui no Brasil.

LIVINA SÃO PAULO

A Livina é vendida aqui no Brasil desde meados do ano de 2007 e provavelmente sairá do mercado até o final deste ano. De acordo com especialistas, os fornecedores da marca entregarão componentes para o modelo até o mês de novembro. E, pelo que é especulado por enquanto a Nissan ainda não apresenta planos de introduzir uma nova minivan. Leve sempre a um centro automotivo.

O espaço que a sua montagem ocupa na linha d produção da fábrica em São José dos Pinhais, no Paraná, onde são também montados os modelos da parceira Renault, provavelmente será ocupado pelos compactos Logan e Sandero, e também pela nova geração da picape Frontier, que tem a sua previsão para o ano de 2016. Porém, a Nissan pretende concentrar seus esforços na fábrica da cidade de Resende, no Rio de Janeiro, que é responsável pela produção do New March e do Versa á partir dos meses de setembro.

E, para que o seu automóvel funcione por bastante tempo e corretamente, podemos compará-lo com o corpo humano, pois ambos são mãquinas complexas e possuem todos os seus sistemas interligados para que o conjunto funcione bem. O automóvel é feito e fabricado de partes metálicas, peças e engrenagens, enquanto que o nosso corpo é formado de células, órgãos e tecidos.

Da mesma forma que o nosso corpo, quando o automóvel não é bem tratado ele responde negativamente e começa a não funcionar direito. Começam a aparecer sintomas e problemas de todo o tipo e o automóvel começa a demonstrar sinais de cansaço e de que não está sendo bem cuidado. Caso não nos preocupemos diariamente e fizermos as revisões periódicas que o automóvel necessita, o seu tempo de vida e de seus equipamentos e o seu valor diminuirão muito, além de ter a sua segurança comprometida no trânsito, podendo inclusive deixar na mão a qualquer momento.

nissan-livina-night-and-day

A grande maioria das montadoras tem como base que a revisão geral dos componentes do automóvel deve ser realizada a cada 10.000 quilômetros ou seis meses de uso, no caso qual dos dois acontecer primeiro.Isso por que existem componentes que vencem em determinada quilometragem e outros componentes que mesmo que o automóvel não seja utilizado, com o passar do tempo tornam-se velhos e desgastados. Esse prazo deve ser obedecido à risca e devemos ter o pensamento de que o correto é levar o automóvel na oficina não somente quando ele apresentar problemas, mas sim periodicamente para que a manutenção preventiva seja realizada.

Para resumirmos, um procedimento básico de revisão automotiva consistem em diversas verificações em todos os componentes e sistemas do automóvel, onde será avaliado o estado geral do equipamento. O motor, as correias, óleos, itens de segurança e freios são examinados à risca e minunciosamente e também são realizadas as trocas dos fluidos que já estão vencidos, como o óleo do motor e dos freios e também são trocados os filtros de ar e combustível. Quanto mais o automóvel é rodado, mais componentes entram nessa lista. Outros componentes bastante importantes são os amortecedores, os cabos de vela e as velas, o sistema de arrefecimento e outros importante.

Para que essas revisões, manutenções e as trocas dos componentes necessários, leve sempre o seu automóvel Nissan Livina a um centro automotivo especializado. Lá você conta com técnicos mecânicos treinados especificamente para cuidar bem do seu automóvel, fazendo a manutenção preventiva e corretiva, bem como diagnosticando e reparando o que deve ser feito para que o automóvel fique totalmente funcional proporcionando segurança, conforto e desempenho.

Publicado em mecanica em geral Marcado com: , , ,